domingo, 11 de maio de 2014

1º gay assumido na NFL, Sam Michael comemora com choro e beijo em namorado



O sábado foi histórico para a NFL. Pela primeira vez, um gay assumido vai atuar na principal organização de futebol americano do mundo. Sam Michael (de vermelho na foto) foi escolhido na posição 249, na sétima rodada do draft da liga, evento que recruta atletas universitários.


Sam, que atua na defesa, foi selecionado pelo St. Louis Rams. O jovem assumiu ser gay em fevereiro deste ano, durante uma longa entrevista para a ESPN dos Estados Unidos.


Premiado como o defensor do ano pela Associated Press e nomeado para o All-American (melhores atletas dos EUA), Sam era um dos nomes mais cotados para o draft. O jogador recebeu a notícia por meio do próprio técnico dos Rams, Jeff Fisher, que ligou em seu celular para avisar. No momento, Sam chorou copiosamente e comemorou dando um beijo em seu namorado. 
Antes de assumir sua orientação sexual, o atleta teve que resistir a uma série de provações. Olheiros da liga chegaram a questionar o agente do jogador se ele tinha namorada ou se já havia sido visto ao lado de uma garota.
"Eu sei exatamente o tamanho da responsabilidade. Ninguém jamais fez isso e é um processo muito nervoso, mas eu sei o que eu quero ser: eu quero ser um jogador de futebol americano na NFL", disse o atleta em fevereiro.
"Eu quero ir para o time que me escolher. Quem me escolher sabendo que sou gay, também tem a certeza de que eu jogo bem e sou trabalhador. Esse é o time que quero jogar".
Sam, que jogou o último torneio pela universidade de Missouri. 

 Fonte: UOL, em São Paulo