sexta-feira, 7 de março de 2014

Já sabemos que na chapa teremos um companheiro do PT, diz Armando Monteiro


O senador Armando Monteiro (PTB) não entrega quais dos partidos que estiveram no ato de lançamento do secretário Paulo Câmara como candidato do PSB podem passar a apoiá-lo até o início da campanha eleitoral, em junho, mas parece dar como certo que terá o apoio do PT na disputa pelo Governo de Pernambuco. “Nós já sabemos que na chapa teremos um companheiro do PT”, diz, lembrando que a prioridade do partido tem sido disputar o Senado. 

Parte da confiança de Armando vem da preferência do PT Nacional pelo apoio ao nome dele. O senador pernambucano esteve reunido com o ex-presidente Lula duas vezes entre novembro e dezembro, e acredita que o petista virá ao Estado para amealhar votos. Outra parte vem do documento protocolado no PT solicitando o apoio a sua candidatura, que foi endossado por toda a bancada federal da legenda e não contou com a resistência da presidente da sigla, Teresa Leitão, ou do ex-prefeito João da Costa, que poderiam dificultar o eventual apoio.
Apesar disso, Armando tem dito que a decisão do PT é soberana e vai esperar a definição interna da sigla, que ocorre no próximo dia 23. Algumas correntes, como o presidente do PT do Recife, Oscar Barreto, batalham pela candidatura própria. Segundo o senador, que conta com o apoio de PSC e PROS, as alianças com as demais legendas deve ocorrer a partir da adesão petista.
Um desses novos apoios pode ser o PP, que apesar de ter lançado o nome da vereador Michele Collins, ainda vai depender de uma conversa com Lula para fechar o cenário. Na entrevista que o senador concede ao programa Ponto Final da TV Jornal na próxima segunda-feira (10), Armando diz ver espaço para uma aliança e diz que, a despeito do que era ventilado pelo PSB, o PP continua no mesmo campo político do PTB.
Fonte: Blog de Jamildo
Por: Paulo Veras