quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Julgamento dos acusados de matar garoto de nove anos em ritual de magia negra é adiado

Edilson da Costa Silva, Ednaldo Justo dos Santos (“Pai Nal”), Genival Rafael da Costa e sua esposa Maria Edileuza, acusados da prática brutal contra garoto de nove anos. Foto: Thonny Hill (arquivo).

Nesta quarta-feira (25) estava marcado para acontecer a primeira de várias audiências que compõem o julgamento de três dos quatro acusados da morte, em um ritual de magia negra, do garoto Flânio Macedo, de nove anos.

Flânio foi encontrado morto no dia 10 de julho de 2012 e os quatro acusados foram presos. O caso repercutiu em todo o país.

De acordo com as informações reveladas pelo fórum de Brejo da Madre de Deus, local onde seria realizada a audiência, advogados de defesa alegaram que receberam a intimação muito próxima da data do julgamento, o que fez com que fosse pedido o adiamento e o fato foi aceito.

Antes de irem para Brejo acompanharem o julgamento e vestindo camisas com a foto do menino e com pedido de justiça, Laudenira Amara da Silva (tia de Flânio), Irmã Maria (organizadora do protesto em São Domingos) e Luzinete Amara da Silva tinham expectativa de ver a condenação dos acusados.

A nova data para o julgamento está marcada para o dia 23 de outubro, às  13h, e o adiamento causou revolta especialmente para os familiares da criança, que tinham a expectativa de ver a condenação dos acusados.

Fonte: Blog do Ney Lima
Fotos: Thonny Hill