sábado, 29 de junho de 2013

Ambulância transporta sujeira hospitalar

“Queridos, venho através deste, mostra tamanho descaso e falta de compromisso para com povo e a saúde de nossa cidade.
Quinta-feira dia 20, dava entrada no Hospital Materno Infantil, a senhora Cibele Moura, minha esposa, até aí tudo normal, o que não é comum é a direção de um hospital priorizar os lençóis sujos, transportados por ambulância que deveria transladar pacientes de Santa Cruz para outros centros.

A diretora do Materno Infantil, mandou que fossem levados os lençóis para serem lavados, ao invés de transferir a mulher que estava com fortes dores e sangramento, para parir na cidade de Caruaru, pois sua gravidez de risco, inspirava cuidados. 

Pasmem os senhores, segundo a médica que fez o parto da senhora em questão no Jesus Nazareno em Caruaru, falou que se a paciente deixasse para dar a luz na sexta, dia 21, teriam chegado a óbito mãe e filha. 

O doutor Marlúcio indicou a transferência da paciente pois se tratava de uma gravidez de risco e o hospital de nossa cidade não tem UTI, nem aparatos para tal cirurgião (cesariana de risco).

Como se não bastasse a diretora Fernanda ter mandado levar os lençóis para lavar ao invés da transferência da paciente, disse que eu tive um tratamento diferenciado, que nós entramos na frente de todos, que eu teria ido com a diretora do AME Nete Vieira, por isso pegamos a fixa de transferência, hora, Nete faz isso com todos.

Agora eu faço uma pergunta: se a gravidez de minha senhora era de risco, ela não teria de ter prioridade? Mas, a diretora quis dizer que nos deu prioridade não pelo grau de risco da paciente e sim porque sou radialista, se eu que sou radialista, ela fez isso, imagine só como a nobre diretora não deve tratar um cidadão leigo de seus direitos, ou será que ela quis dizer que fui ingrato? eu teria que deixar minha esposa e minha filhinha morrerem para ser bonzinho para a diretora?

Segundo a diretora, sabia o que estava fazendo, pela sua experiência a paciente não iria dar a luz naquela hora. Então perguntei, as duas vidas são menos importantes que os lençóis imundos de sujeira hospitalar? Ela me respondeu que a vida era mais importante, Foi nesse momento que ela falou que tivemos tratamento diferenciado. tivemos sim, um tratamento da pior qualidade. faço outra pergunta, agora ao prefeito Edson Vieira, até quando o senhor vai permitir que pessoas sem compromisso com o bem estar do povo, esteja à frente de serviços tão importantes? Se o senhor não tomar decisões drásticas acabando com tais absurdos, esses absurdos e essas pessoas acabarão com o seu governo, mas quero lembrar que quem cala é conivente, é o mesmo culpado, ou melhor, por ter o poder nas mãos o senhor talvez seja muito mais culpado do que aquele que comete o erro, e ainda mais erros gritantes e inadmissíveis. Lembram da funcionária pública que postou no seu face sua revolta, quais foram as providências tomadas?

Quero falar agora como cidadão desta terra e como pai, pelo amor de Deus, Edson Vieira, são vários casos neste Materno Infantil, quando isso vai ter fim? tome providências já prefeito! Será que tem que acontecer uma tragédia para se tomar providencias, ajude o povo prefeito, o povo precisa do senhor.

Espero que tudo seja resolvido para que outras pessoas não venham ser vítimas e não paguem com suas vidas por causa de funcionários inábeis.

Quero eximir o motorista da ambulância de toda e qualquer culpa, pois o mesmo estava cumprindo ordem expressa da diretora.

Esta é a oportunidade da nobre diretora falar, se é sua culpa ou culpa do Executivo por não oferecer condições para desempenhar um bom trabalho, se é que neste caso tem alguém isento de culpa”.


Nada mais para o momento:. Isac Moura

Fotos: Isac Moura

29/06/2013.