quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Derrubada liminar das contas irregulares de José Augusto Maia de 2006

Foto: Diário da Sulanca

Cai na tarde desta quarta-feira liminar que dava efeitos favoráveis as conta julgadas irregulares de 2006 do ex-prefeito José Augusto Maia. A decisão fora do desembargador Erik de Souza Dantas Simões, junto com a procuradoria de justiça (Ministério Público) entenderam que não há legitimidade e nem valido o argumento de defesa  de José Augusto.

Nas contas de 2006 do ex-prefeito José Augusto Maia, em sua apresentações, mostram indícios de fraude na licitação da merenda escolar. Além dos fortes indícios de fraude neste caso que ficou conhecido como o escândalo da merenda, também pesam contra José Augusto, os casos do lixo e licitações. 

As contas de 2002, 2004 e 2006, julgadas irregulares pelo TCE e Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe, deixam o ex-prefeito e atual deputado federal José Augusto Maia, cada vez mais mergulhado na LEI FICHA LIMPA.